ABANDONANDO NOSSAS CAVERNAS INTERIORES

03-06-2017 12:00

mensagem de Elohim Astrea canalizada por Michele Martini em 29 de maio de 2017

ENTENDER COMO É O PROCESSO DA VIDA, ACEITAR O FLUXO NATURAL DAS ENERGIAS QUE PASSAM POR VOCÊS... ESSA FORMA DE VIVER, É PERMITIR QUE ACONTEÇA O CRESCIMENTO, A ILUMINAÇÃO, A EVOLUÇÃO.

VOCÊS, FILHOS, VÊM TRABALHANDO INTENSAMENTE DENTRO DE SI MESMOS, DENTRO DO PROPÓSITO DE SE TORNAREM SERES MAIS CRISTALINOS, MAIS PUROS. MAS SE DEPARAM POR UM MOMENTO COM A NÃO IDENTIFICAÇÃO DO QUE ESPERAVAM QUE OCORRESSE.

VOCÊS SE FECHAM AO NÃO PERMITIREM O FLUXO NATURAL DAS ENERGIAS QUE VÊM, PARA QUE VOCÊS EXPONHAM AQUELES SENTIMENTOS GUARDADOS E QUE FORAM ARMAZENADOS EM SEUS REGISTROS, MAS QUE VOCÊS TEMEM A EXPOSIÇÃO.

ATRAVÉS DO AMOR, DO AUTOAMOR, COMEÇAM A COMPREENDER O PORQUÊ DO SENTIMENTO DE AMARGURA. VOCÊS PASSAM A OUVIR O SEU PRÓPRIO CORPO, AS SUAS EMOÇÕES E OS SEUS SENTIMENTOS. VOCÊS SIMPLESMENTE PASSAM A ACEITAR O QUE CHEGA ATÉ VOCÊS. TRABALHAM INTERNAMENTE DA FORMA QUE SABEM E ENTÃO LIBERAM.

O APRENDIZADO DE LIBERAR É O OBSTÁCULO MAIS DIFÍCIL DE ALCANÇAR, POIS VOCÊS RECEBEM NOVAS INFORMAÇÕES QUE AFIRMAM PARA VOCÊS QUE DESAPEGUEM, QUE DEIXEM IR O QUE ERAM, OU AQUILO QUE ESPERAVAM SER. MAS ENTÃO VOCÊS RECEBEM A INFORMAÇÃO E NÃO DEIXAM-NA FLUIR, NÃO PERMITEM QUE SIMPLESMENTE PASSE POR VOCÊS, AGREGANDO O APRENDIZADO E PERMITINDO QUE LEVE AQUELAS PERSONALIDADES, SONHOS DISTORCIDOS E IDEIAS QUE FAZIAM DA PRÓPRIA VIDA.

VOCÊS SE AGARRAM ÀQUELAS INFORMAÇÕES QUE DEVERIAM LIBERAR, E ENTÃO HÁ O DESCONTENTAMENTO. VOCÊS NÃO MAIS SE IDENTIFICAM COM AQUILO QUE ERAM, MAS O FATO DE NÃO PERMITIREM FLUIR, IMPEDE QUE RECEBAM O NOVO. FICAM PRESOS À BUSCA POR SE ENCAIXAREM EM ALGO, EM ENCONTRAR UM NOVO EU PARA ASSUMIREM EM NOVA PERSONALIDADE. E A ANGÚSTIA SURGE DESSE SENTIMENTO, DESSA BUSCA QUE NÃO CHEGARÁ A UM FIM, POIS O TRABALHO AQUI É DE LIMPEZA DE INFORMAÇÕES, DE SUTILIZAÇÃO DO CORPO, PARA QUE DEIXE DE SER AQUELE ESPELHO QUE REFLETIA AS SUAS DORES E A SUA HISTÓRIA.

VOCÊS CONTINUAM NA BUSCA POR SEREM AQUILO QUE SE DETERMINARAM A SER. VOCÊS MESMOS, SIM, QUE TRABALHAM TANTO NA LIMPEZA DE SEU EU INFERIOR, MAS QUE A CADA LIMPEZA, ACABAM SE AGARRANDO A ALGUMA OUTRA INFORMAÇÃO QUE AINDA ESTÁ LÁ, VIVA. MAS QUE TAMBÉM SERÁ LIMPA.

A ANGÚSTIA, O SENTIMENTO DE VAZIO ACABA SURGINDO, CAUSADO PELO FATO DE NÃO PERMITIREM QUE O ESVAZIAMENTO COMPLETO OCORRA, POR SE AGARRAREM A ALGUMA PERSONALIDADE, ATÉ AQUELAS QUE VOCÊS ACABAM CRIANDO EM SUAS MENTES, ONDE TENTAM PERMANECER AGARRADOS A ALGO QUE ENTENDEM COMO FAMILIAR, QUE É POSSÍVEL DE SER MATERIALIZADO.

PERCEBAM, QUERIDOS FILHOS, QUE O QUE VOCÊS CRIAM NA MENTE É POSSÍVEL SER MATERIALIZADO, MAS SEMPRE MATERIALIZARÃO ALGUMA NOVA PERSONALIDADE, E NÃO PERMITIRÃO O FLUXO DE OCORRER NATURALMENTE.

IMAGINEM QUE VOCÊS ESTÃO DENTRO DE UM BURACO, UM GRANDE BURACO, QUE COMEÇA NA SUPERFÍCIE DA TERRA E QUE VAI PROFUNDAMENTE ATÉ ALGUM LUGAR QUE VOCÊS NÃO CONSEGUEM MENSURAR.

DENTRO DESSE BURACO, NAS PAREDES, HÁ PEQUENAS CAVERNAS. CADA UMA DAS CAVERNAS É UMA PERSONALIDADE, UMA IDENTIDADE. ELA ESTÁ LÁ MATERIALIZADA, ESTÁ AGARRADA ÀS PAREDES DO BURACO, AINDA FIXA NA MATÉRIA, NA TERRA, NO MUNDO FÍSICO.

ENTÃO, EU VENHO E LHES DIGO: NO FUNDO DO BURACO HÁ O ENCONTRO REAL CONSIGO MESMO, LÁ VOCÊ SERÁ APENAS O EU SOU, UNIFICADO EM UM COM A MAIOR MANIFESTAÇÃO DE VOCÊ MESMO, QUE É O EU SUPERIOR. LÁ NÃO HÁ LIMITES, LÁ NÃO HÁ PERSONALIDADES, MAS É NECESSÁRIO QUE SE TENHA CORAGEM PARA SE JOGAR DENTRO DO BURACO, SEM AGARRAR-SE ÀS PAREDES.

AS PAREDES SÃO SEGURAS, SÃO VISTAS COMO O SEU PORTO SEGURO, POIS AO CAIR NO BURACO, VOCÊS AINDA TÊM UM ÚLTIMO RESPIRO DAQUILO QUE ENTENDEM COMO SER A ÚNICA FORMA DE EXISTIREM NESSA VIDA MATERIAL, QUE É AGARRANDO-SE ÀS PERSONALIDADES. E ENTÃO, A CADA LIMPEZA FEITA, A CADA RESTRIÇÃO TRABALHADA E ILUMINADA, CAI UMA AVALANCHE E FECHA O BURACO DE UMA CAVERNA. E ENTÃO VOCÊS AINDA PERMANECEM POR CERTO TEMPO TENTANDO ENTRAR NESSA CAVERNA, E ISSO CAUSA ANGÚSTIA, MEDO, TRISTEZA, POIS NÃO MAIS ENCONTRAM AQUELE SER QUE VOCÊS TANTO IDENTIFICAVAM EM SI MESMOS.

VOCÊS ENTÃO TÊM UMA NOVA CHANCE DE SE ENCONTRAREM DEFINITIVAMENTE COM O EU SOU, SE HOUVER CORAGEM SUFICIENTE PARA SE JOGAREM DENTRO DO BURACO. MAS QUANDO VOCÊS, CANSADOS DA ANGÚSTIA E DA BUSCA INCESSANTE POR AQUELA PERSONALIDADE QUE FICOU FECHADA NO BURACO DA AVALANCHE, NAQUELA CAVERNA QUE JÁ NÃO EXISTE MAIS, VOCÊS ENTÃO DECIDEM SE JOGAR NOVAMENTE NO BURACO, CORAJOSOS DE ENCONTRAREM-SE COM AS SUAS PRÓPRIAS VERDADES.

MAS O MEDO OS FAZ AGARRAREM-SE NOVAMENTE ÀS PAREDES, E ENTÃO ENCONTRAM EM UMA NOVA CAVERNA UM REFÚGIO. ALI ENCARAM MAIS UM EU PERSONALIDADE QUE JÁ ESTAVA DISPOSTO A DEIXAR DE SER, PARA SE IDENTIFICAREM COM ELE. E ENTÃO NOVAMENTE VEM A AVALANCHE, E NOVAMENTE VOCÊS PASSAM POR UM PERÍODO TENTANDO BUSCAR ALI O QUE FOI PERDIDO, AQUELA IDENTIDADE.

E ASSIM SE SEGUE. CAVERNA A CAVERNA, ALTERNANDO ENTRE MEDO E CORAGEM. MOMENTOS ONDE DEIXAM DE SE IDENTIFICAREM COM ALGO MATERIAL, PARA SENTIREM O QUE É A CONEXÃO COM O EU SOU, E ENTÃO NOVAMENTE REPETIREM A MANIFESTAÇÃO DO MEDO, QUE OS IMPEDE DE SE ENTREGAREM COMPLETAMENTE A ESSA ENERGIA QUE É A VERDADE DE VOCÊS, MAS QUE AINDA NÃO TINHA ESPAÇO PARA SE MANIFESTAR DE FORMA PLENA, PORQUE VOCÊS GOSTARIAM DE VISITAR MAIS ALGUMAS CAVERNAS.

A ANGÚSTIA ESTÁ NO MEDO DE OUSAR. ESTÁ NO MEDO DA MUDANÇA. ESTÁ NO FATO DE NÃO PERMITIREM SER A SUA PRÓPRIA VERDADE. O SENTIMENTO DE MEDO ESTÁ ATRELADO COMPLETAMENTE AO APEGO À MATÉRIA, QUE VOCÊS ACREDITAM SER A ÚNICA VERDADE, MAS QUE É APENAS O QUE OS OLHOS MATERIAIS MOVIDOS PELO MEDO PODEM VER.

PERMITAM QUE O FLUXO NATURAL OCORRA, PERMITAM QUE A LUZ QUE ATRAI VOCÊS PARA O FUNDO DO BURACO TOME CONTA DE SEUS CORPOS, ILUMINE O MEDO E REMOVA OS APEGOS À MATÉRIA, PARA QUE ENTÃO VOCÊS POSSAM SER AS SUAS PRÓPRIAS VERDADES, MANIFESTADAS EM CORPO FÍSICO, MAS VIVENCIADAS PELO CORAÇÃO E PELA MAIOR MANIFESTAÇÃO DE VOCÊS MESMOS: O EU SOU.

SOU ELOHIM ASTREA

Michele Martini

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

—————

Voltar