CÉLULAS TUMORAIS EXPOSTAS À "QUINTA SINFONIA" DE BEETHOVEN PERDERAM TAMANHO OU MORRERAM

CÉLULAS TUMORAIS EXPOSTAS À "QUINTA SINFONIA" DE BEETHOVEN PERDERAM TAMANHO OU MORRERAM

MESMO QUEM NÃO COSTUMA ESCUTAR MÚSICA CLÁSSICA JÁ OUVIU, NUMEROSAS VEZES, O PRIMEIRO MOVIMENTO DA "QUINTA SINFONIA" DE LUDWIG VAN BEETHOVEN. O "PAM-PAM-PAM-PAM" QUE ABRE UMA DAS MAIS FAMOSAS COMPOSIÇÕES DA HISTÓRIA, DESCOBRIU-SE AGORA, SERIA CAPAZ DE MATAR CÉLULAS TUMORAIS - EM TESTES DE LABORATÓRIO. UMA PESQUISA DO PROGRAMA DE ONCOBIOLOGIA DA UFRJ EXPÔS UMA CULTURA DE CÉLULAS MCF-7, LIGADAS AO CÂNCER DE MAMA, À MEIA HORA DA OBRA. UMA EM CADA CINCO DELAS MORREU, NUMA EXPERIÊNCIA QUE ABRE UM NOVA FRENTE CONTRA A DOENÇA, POR MEIO DE TIMBRES E FREQUÊNCIAS.

A ESTRATÉGIA, QUE PARECE ESTRANHA À PRIMEIRA VISTA, BUSCA ENCONTRAR FORMAS MAIS EFICIENTES E MENOS TÓXICAS DE COMBATER O CÂNCER: EM VEZ DE RADIOTERAPIA, UM DIA SERIA POSSÍVEL PENSAR NO USO DE FREQUÊNCIAS SONORAS. O ESTUDO INOVOU AO USAR A MUSICOTERAPIA FORA DO TRATAMENTO DE DISTÚRBIOS EMOCIONAIS.

- “ESTA TERAPIA COSTUMA SER ADOTADA EM DOENÇAS LIGADAS A PROBLEMAS PSICOLÓGICOS, SITUAÇÕES QUE ENVOLVAM UM COMPONENTE EMOCIONAL. MOSTRAMOS QUE ALÉM DISSO, A MÚSICA PRODUZ UM EFEITO DIRETO SOBRE AS CÉLULAS DO NOSSO ORGANISMO - RESSALTA MÁRCIA CAPELLA, DO INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO, COORDENADORA DO ESTUDO”.

COMO AS MCF-7 DUPLICAM-SE A CADA 30 HORAS, MÁRCIA ESPEROU DOIS DIAS ENTRE A SESSÃO MUSICAL E O TESTE DOS SEUS EFEITOS. NESTE PRAZO, 20% DA AMOSTRAGEM MORREU. ENTRE AS CÉLULAS O RESULTADO DA PESQUISA É ENIGMÁTICO ATÉ MESMO PARA MÁRCIA. A COMPOSIÇÃO "ATMOSPHÈRES", DO HÚNGARO GYÖRGY LIGETI, PROVOCOU EFEITOS SEMELHANTES ÀQUELES REGISTRADOS COM BEETHOVEN. MAS A "SONATA PARA 2 PIANOS EM RÉ MAIOR", DE WOLFGANG AMADEUS MOZART, UMA DAS MAIS POPULARES EM MUSICOTERAPIA, NÃO TEVE EFEITO.

- “FOI ESTRANHO, PORQUE ESTA SONATA PROVOCA ALGO CONHECIDO COMO O "EFEITO MOZART", UM AUMENTO TEMPORÁRIO DO RACIOCÍNIO ESPAÇO-TEMPORAL - PONDERA A PESQUISADORA. - MAS FICAMOS FELIZES COM O RESULTADO. ACREDITÁVAMOS QUE AS SINFONIAS PROVOCARIAM APENAS ALTERAÇÕES METABÓLICAS, NÃO A MORTE DE CÉLULAS CANCERÍGENAS”.

"ATMOSPHÈRES", DIFERENTEMENTE DA "QUINTA SINFONIA", É UMA COMPOSIÇÃO CONTEMPORÂNEA, CARACTERIZADA PELA AUSÊNCIA DE UMA LINHA MELÓDICA. POR QUE, ENTÃO, DUAS MÚSICAS TÃO DIFERENTES PROVOCARAM O MESMO EFEITO?

ALIADA A UMA EQUIPE QUE INCLUI UM PROFESSOR DA ESCOLA DE MÚSICA VILLA-LOBOS, MÁRCIA, AGORA, PROCURA ESTA RESPOSTA DIVIDINDO AS MÚSICAS EM PARTES. PODE SER QUE O EFEITO TENHA VINDO NÃO DO CONJUNTO DA OBRA, MAS ESPECIFICAMENTE DE UM RITMO, UM TIMBRE OU INTENSIDADE.

QUANDO CONSEGUIR IDENTIFICAR O QUE MATOU AS CÉLULAS, O PASSO SEGUINTE SERÁ A CONSTRUÇÃO DE UMA SEQUÊNCIA SONORA ESPECIAL PARA O TRATAMENTO DE TUMORES. O CAMINHO ATÉ ESTA MELODIA PASSARÁ POR OUTROS GÊNEROS MUSICAIS. A PARTIR DO MÊS DE ABRIL, OS PESQUISADORES TESTARÃO O EFEITO DO SAMBA E DO FUNK SOBRE AS CÉLULAS TUMORAIS.

- “AINDA NÃO SABEMOS QUE MÚSICA E QUAL COMPOSITOR VAMOS USAR. A QUANTIDADE DE  COMBINAÇÕES SONORAS QUE PODEMOS ESTUDAR É IMENSA - DIZ A PESQUISADORA”.

OUTRA VIA DE PESQUISA É INVESTIGAR SE AS SINFONIAS PROVOCARAM OUTRO TIPO DE EFEITO NO ORGANISMO. POR ENQUANTO, APENAS CÉLULAS RENAIS E TUMORAIS FORAM EXPOSTAS À MÚSICA. SÓ NO SEGUNDO GRUPO FOI REGISTRADA ALGUMA ALTERAÇÃO.

A PESQUISA TAMBÉM POSSIBILITOU UMA CONCLUSÃO ALHEIA ÀS CULTURAS DE CÉLULAS. COMO FICOU PROVADO QUE O EFEITO DAS MÚSICAS EXTRAPOLA O COMPONENTE EMOCIONAL, É POSSÍVEL QUE HAJA UMA DIFERENÇA ENTRE OUVÍ-LA COM SOM AMBIENTE OU FONE DE OUVIDO.

- “OS RESULTADOS PARCIAIS SUGEREM QUE, COM O FONE DE OUVIDO, ESTAMOS NOS BENEFICIANDO DOS EFEITOS EMOCIONAIS E DESPREZANDO AS CONSEQUÊNCIAS DIRETAS, COMO ESTAS OBSERVADAS COM O EXPERIMENTO - REVELA MÁRCIA”.

fonte: O Globo - Renato Grandelle

http://oglobo.globo.com 


Contacto

HELIANA CORREA PORTO BETH RINZETTI